Adestra Campinas

Regras de boas maneiras (ou más?)

Visitas: Rapidamente identifique qual dos convidados tem medo de cachorro, corra pela casa latindo alto e pule bastante nessa pessoa. Se esse humano cair no chão e começar a chorar lamba seu rosto e rosne gentilmente para demonstrar sua preocupação.

Latido: Lata bastante por que você é um cachorro e eles esperam isso de você. Seus donos ficaram muito felizes em saber que você esta tomando conta da casa, especialmente de madrugada quando eles estão dormindo sossegadamente em suas camas. Para seres humanos não há sensação de segurança maior do que acordar no meio da noite e ouvir sua proteção através de latidos, latidos, latidos …

Lambidas: Sempre tome um grande gole de água da sua vasilha imediatamente antes de lamber um humano, eles preferem línguas limpas.

Portas: A área localizada diretamente a frente das portas está sempre reservada para a soneca do cachorro da família.

A arte de cheirar: Humanos gostam de ser cheirados, em todos os lugares. É seu dever como cachorro da família fazer isso sempre.

Etiqueta à mesa: Sempre se sente embaixo da mesa de jantar, especialmente quando há convidados, assim você poderá limpar com facilidade qualquer pedaço de comida que eventualmente cair no chão. Essa é também uma boa oportunidade para exercitar seu faro procurando pelas migalhas.

Jardim: Você pode ajudar seus donos a cultivar o jardim, faça sempre profundos buracos na terra e remova a grama… as raízes precisam de ar!

Perseguindo gatos: Quando estiver perseguindo um felino tenha certeza que não vai conseguir alcança-lo, isso estragaria a brincadeira!

Mastigando: Faça uma contribuição para o mundo da moda …. coma um sapato!

Eu sou seu filhote…

Eu sou seu filhote e irei amá-lo até a outra extremidade da terra, mas saiba algumas coisas sobre mim, por favor.

Eu sou um filhote e isto significa que minha inteligência e capacidade para aprender são a mesma de uma criança de 8 meses. Eu sou um filhote e eu mordo TUDO que eu posso com meus dentes, sou como você, gosto de aprender e explorar o mundo. Mesmo as crianças põem coisas em suas bocas. É aí que preciso de você para guiar-me e ensinar-me o que posso e o que não posso morder.

Eu sou um filhote e não posso prender minha bexiga por mais de 1-2 horas. Eu não posso “sentir vontade” até que comece realmente a sair. Eu não posso avisar e nem dizer que necessito ir ao banheiro. Só terei controle com 6-9 meses.

Não me puna se você não me deixar sair para fora por 3 horas e eu latir ou chorar. É SUA falha. Como um filhote, é sábio recordar que eu NECESSITO ir banheiro após comer, beber, dormir e além disso a cada 2-3 horas. Se você quiser que eu durma com você a noite, então não me dê a água após 7 ou 8 horas.

Um cercado ajudará a me conter mais facilmente e evitar as minhas loucuras. Eu sou um filhote.

Os acidentes acontecerão, sejam pacientes comigo! Na hora certa, eu aprenderei.

Eu sou um filhote e gosto de jogar. Eu correrei atrás e perseguirei monstros imaginários. Também perseguirei seus pés e seus dedos do pé, atacando-os. Rolarei com bolas e outros pequenos animais de estimação.

É brincadeira, e é o que faço.

Não espere me ver calmo, maduro e com sono o dia inteiro. Se meu nível de energia é demasiado elevado para você, talvez você poderia considerar um cão velho e cansado. Há vários deles que adorariam ser adotados.

Meu jogo é benéfico, use a sua grande sabedoria para guiar-me em minhas brincadeiras, com meus brinquedos apropriados e brinque de bolinha comigo. Me dê brinquedos que eu possa morder, eu adoro isso!

Se eu o beliscar muito forte, fale comigo “na conversa do cão”, dando um NÃO alto. Eu geralmente entenderei a mensagem e desta forma começaremos a nos comunicar.

Se eu estiver demasiado áspero e bruto, ignore-me simplesmente por alguns momentos, ou ponha-me em meu cercado com um brinquedo para morder.

Eu sou um filhote e não gostaria que você gritasse comigo, nem me batesse. Eu sou como um bebê de seis meses e acho que você não faria isso com uma criança, não é? Sou muito delicado e impressionável. Se você me tratar de forma áspera agora, eu crescerei temendo gritos e castigos.

Guie-me, entretanto, com incentivo e sabedoria, por favor. Por exemplo, se eu morder algo que não devia, diga “NÃO MORDA!” e entregue-me um brinquedo que eu POSSO morder. Lembre-se, eu NÃO CONSIGO fazer diferença entre seu sapato velho e seu tênis de R$ 200.

Eu sou um filhote, uma criatura com sentimentos e movimentação bem singulares, contudo também muito diferente. Embora eu não seja um ser humano, não sou um robô sem sentimentos que possa obedecer a qualquer comando com perfeição. Eu desejo, sinceramente, ser uma parte de sua família e da sua vida.

Você me escolheu (eu espero) porque você queria um parceiro e um amigo, portanto não me esqueça no quintal quando eu crescer. Não me julgue áspero, mas me conduza e me treine para ser um amigo gentil, com limites, como você gostaria que todo membro da família fosse.

Eu sou um filhote, eu não sou perfeito e eu sei que você não é perfeito também. Eu o amo de qualquer maneira. Assim, aprenda tudo que você puder sobre treinamento e comportamento de filhotes com meu veterinário. Ele pode ajudá-lo. Há também livros especializados e pesquisas na Internet. Meu criador pode ajudá-lo muito também. Aprenda sobre minha raça e suas ‘particularidades’. Isso irá mostrar a você porque eu faço o que faço.

Ensine-me por favor com amor e paciência a maneira correta de me comportar e me socialize aplicando treinamentos básicos de obediência. Adorarei se você mesmo os aplicar sobre mim. Isso seria muito divertido e você ia, com certeza, gostar muito. Temos muito com o que nos divertir.

Eu sou um filhote e, mais do que qualquer coisa, quero amá-lo e estar com você.

Então, por favor, aprenda o máximo sobre mim para que me compreenda. Retribuirei com muito mais do que pode imaginar. Nós somos parecidos, você e eu, ambos sentimos a fome, a dor, o desconforto e o medo, mas nós também somos muito diferentes e devemos trabalhar para compreender uma língua diferente: o corpo. O corpo sinaliza o que quer e necessita.

Algum dia eu serei um cão sociável e adorável e eu espero que isso possa deixá-lo orgulhoso de me amar tanto quanto eu o amo.

Com amor,

Seu Filhote.

13 coisas que os cães não entendem!

  1. Que é engraçado sair às 3 horas da manhã para praticar caça.
  2. Que está errado encurralar a vovó em um canto.
  3. Que não deve saltar em sua cama quando ele está molhado.
  4. Que o comando “Cale a boca!” queira dizer exatamente isto.
  5. Que o gato tem todo direito de estar sentado no quarto.
  6. Que defecar no tapete não é algo que o faça merecer um biscoito.
  7. Que continuar latindo para os convidados dez minutos depois que eles chegaram é estúpido.
  8. Que o comando “SENTE !” quer dizer exatamente isto.
  9. Que apesar de determinadas pernas serem agradáveis, não são para ele montar.
  10. Que o fato de você se levantar não significa que vai passear com ele.
  11. Que o fato de você estar comendo, não significa que ele pode.
  12. Quando você diz: “Mesmo você me olhando com esses olhos grandes, eu não vou ceder e dar a minha comida… Ok … Só desta vez”.
  13. Quando você diz: “Não. Este bolo é meu … Oh, certo então, mas só vou te dar um pedaço pequeno”.

Lei de propriedade Canina

  • Se eu gosto, é meu.
  • Se estiver na minha boca, é meu.
  • Se eu posso tirar de você, é meu.
  • Se estava comigo até agora pouco, é meu.
  • Se for meu, nunca vai ser seu.
  • Se existem brinquedos eles são todos meus.
  • Se eu morder e se partir, todos os pedaços são meus.
  • Se parecer meu, é meu.
  • Se eu tiver visto primeiro, é meu.
  • Se você estiver brincando com alguma coisa e cair no chão, automaticamente se tornará meu.
  • Se eu pensar que é meu, é meu.
  • Se estiver quebrado, é seu!

Testamento de um cão!

Autor: Frank Reichstein

Minhas posses materiais são poucas e eu deixo tudo para você… Uma coleira mastigada em uma das extremidades, faltando dois botões, uma desajeitada cama de cachorro e uma escudela de água que se encontra fendada na borda.

Deixo para você metade de uma bola de borracha, uma boneca rasgada, que você vai encontrar debaixo da geladeira, um ratinho de borracha sem apito, que está debaixo do fogão da cozinha e uma porção de ossos enterrados no canteiro de rosas, e sob o assoalho de minha cama. Além disso, eu deixo para você a memória, que, aliás são muitas.

Deixo para você a memória de dois enormes olhos marrons, a memória de uma caudinha curta e espetada, de nariz molhado e de choradeiras atrás da porta.

Deixo para você uma mancha no tapete da sala de estar junto à janela, quando nas tardes de inverno eu me apropriava daquele lugar, como se fosse meu, e me enrolava feito uma bolinha para pegar um pouco de sol.

Deixo para você um tapete esfarrapado em frente à sua cadeira preferida, o qual nunca foi concertado com o tipo de linha certo, essa é a verdade. Eu o mastiguei todinho, quando tinha ainda cinco meses de idade, lembra-se? Também deixo para você a memória da primeira surra que levei e também todo o meu esquecimento.

Deixo para você um esconderijo que fiz no jardim, debaixo dos arbustos perto da varanda da frente, onde eu encontrava asilo durante aqueles dias de verão. Ele deve estar cheio de folhas agora, e, por isso, talvez você tenha dificuldades em me encontrar. Sinto muito!

Deixo, também, e só para você, o barulho que eu fazia ao sair correndo sobre as folhas de outubro, quando nós vagabundeávamos pelo bosque.

Deixo, ainda, a lembrança de momentos pelas manhãs quando saíamos juntos pela margem do riacho, e você me dava aqueles biscoitos de baunilha. Recordo-me das suas risadas, porque eu não conseguia alcançar aquele coelho impertinente. Deixo-lhe como herança minha devoção, minha simpatia, meu apoio quando as coisas não andavam bem; meus latidos quando você levantava a voz aborrecido… e minha frustração por você ter ralhado comigo todas as vezes que eu colocava o nariz debaixo da cauda. Eu nunca fui à igreja e nunca escutei um sermão. No entanto, mesmo sem haver falado sequer uma palavra em toda a minha vida, deixo para você exemplo de paciência, de amor e compreensão.

Sua vida tem sido mais alegre porque eu vivi.

O manual do cão

Rotina diária – O dia é dividido em duas partes importantes:
I. A hora das refeições e II. O resto todo.

I. A hora das refeições

  • Só porque parece que não tem nada à vista para se comer, isso não quer dizer que não haja nada para se comer. O ato de olhar para baixo da mesa ou cadeira onde haja alguém comendo desencadeia uma série de eventos que acabam resultando em comida.
  • Nem é preciso dizer que você deve verificar cuidadosamente a parte inferior de qualquer espaço em busca de algo comestível. Coisas que cabem na boca e não podem ser identificadas pela visão ou tamanho são consideradas boas para mascar.
  • Quando lhe derem uma refeição, enfie sua cabeça nela como faria em um chuveiro.
  • Nunca, nunca olhe para cima até pelo menos quinze minutos depois de toda a comida ter acabado. Isso é importante. Só porque o seu prato está vazio, não significa que está na hora de parar de comer.
  • Lembre-se de que toda a comida é sua em potencial até o momento em que for engolida por outro. O longo caminho de um pedaço de comida do prato até uma boca através de uma mão dá tempo suficiente para você reivindicar os seus direitos.
  • No que diz respeito a escolher a bebida adequada, o local e a embalagem não significam nada. Não há nenhuma exceção a essa regra.
  • Se você realmente vir algo que quer e todas as outras tentativas de conseguir essa coisa fracassarem, é perfeitamente aceitável implorar sem vergonha. Uma segunda tática é olhar persistentemente para o seu objeto de desejo, deixando que a baba escorra pela sua boca.

II. O resto todo

  • Na verdade, só há duas expressões faciais importantes que você deve saber fazer: alegria total e irrestrita e simplesmente nada.
  • Qualquer hora que não seja hora de comer é, em potencial, hora de dormir. A melhor hora para tirar uma soneca é quando você ouve alguém chamar o seu nome sem parar. O melhor lugar para tirar uma soneca é no meio de qualquer rua ou passagem de carros. O posição mais relaxante é de lado, com as quatro patas esticadas paralelamente.
  • A maneira mais prática de se secar é balançando-se com toda a força perto de uma pessoa vestida. O segundo método mais eficaz é sobre um móvel de cor clara.
    Segurança pessoal
  • Ao primeiro indício de qualquer barulho estranho, corra de um quarto para outro, latindo alto. Se alguém realmente entrar na casa, corra em sua direção para ver se conhece ou não. Em seguida, dê um beijo tão violento que faça com que perca o equilíbrio e tenha que empurrá-lo com força.
  • A maior ameaça não reconhecida à vida como nós a conhecemos são os esquilos. Não importa o que você tenha que fazer, certifique-se de que não haja nenhum em seu jardim.
    Recreação e lazer
  • Bola: existem duas regras que você deve saber.

    • O normal é quando alguém joga uma bola para você e você a traz de volta.
    • O mais legal é quando alguém joga uma bola para você e você a come.
  • Carro: como você sabe, qualquer porta de carro aberta é um convite para entrar. Depois de entrar, sua única meta é tentar encontrar uma forma de sair.
    Saúde
  • No caso de uma visita ao veterinário, sempre fique com o pé atrás. Se lhe derem uma vacina, faça pipi no pé do veterinário.

Adestra Campinas